10 frases para usar quando seu filho não estiver ouvindo

Crianças

filhosNossos filhos são geralmente os melhores espelhos.

Por isso, substituir o tom crítico, negativo e ameaçador por um neutro, que solucione problemas, empático, encorajador (isso levou toneladas de prática, e eu ainda sou um trabalho em andamento) e o comportamento de minha garotinha melhorou drasticamente.

A lição é clara para mim: fale com os pequenos do jeito que você gostaria de conversar e as coisas serão muito mais fáceis.

Essas 20 frases positivas são um ótimo lugar para começar, se você quiser começar de novo com sua comunicação:

 

  1. “O que você precisa lembrar?”

Pare de usar: “Tenha cuidado”.

Exemplo: “O que você precisa lembrar quando brinca no parque?” Ou “Por favor, mova-se devagar como uma tartaruga cuidadosa ao caminhar em cima daquela parede”.

Explicado: As crianças muitas vezes ignoram quando dizemos a mesma coisa de novo e de novo. Em vez disso, envolva suas habilidades de pensamento crítico e peça-lhes que reafirmem a importante precaução. Ou dê-lhes detalhes sobre o que você quer.

 

  1. “Por favor, fale pausadamente.”

Pare de usar: “Pare de gritar!” ou “Fique quieto!”

Exemplo: “Por favor, fale suavemente ou sussurre”, (diga isso sussurrando) ou “Eu amo o seu canto, mas preciso que você saia do lado de fora para cantar alto”.

Explicado: algumas crianças são naturalmente mais fortes do que outras. Se eles tiverem dificuldade em falar suavemente, mostre-lhes quando pode falar alto e quando deve sussurrar. Em combinação com um toque suave e contato visual, sussurrar é uma maneira incrivelmente eficaz de fazer as crianças escutarem.

 

  1. “Você gostaria de fazer isso sozinho ou me ajudar?”

Pare de usar: “Eu já pedi três vezes, faça agora!”

Exemplo: “É hora de sair. Você gostaria de colocar seus sapatos por conta própria ou que eu te ajude? ”Ou“ Você gostaria de entrar no seu assento de carro sozinho ou quer ajuda? ”

Explicado: A maioria das crianças responde incrivelmente bem ao poder. Dê-lhes uma escolha e suas habilidades de pensamento crítico substituem a tentação de retroceder.

 

  1. “O que você aprendeu com esse erro?”

Pare de usar: “Que vergonha” ou “Você deveria saber melhor”.

Exemplo: “O que você aprendeu com esse erro?” Ou “O que você aprendeu e como você fará isso da próxima vez para não ter problemas na escola?”

Explicado: Concentrar-se na motivação para mudar o comportamento para o futuro lhe trará resultados muito melhores do que envergonhar o mau comportamento do passado.

 

  1. “Por favor, ….. .”

Pare de usar: “Não!” Ou “Pare com isso!”

Exemplo: “Por favor, acaricie o cachorro gentilmente” ou “Por favor, coloque seus sapatos no armário”.

Explicado: Algum de nós passa o dia falando para as pessoas o que NÃO queremos? Não, né? Essa forma de comunicação negativa não é bem percebida e coloca uma tensão indevida nos relacionamentos. Em vez disso, tente informar o que você realmente quer.

 

  1. “Pare, respire, agora peça o que você quer.”

Pare de usar: “Pare de choramingar!”

Exemplo: “Vamos parar, respirar juntos, agora tente novamente para pedir o que você quer.”

Explicado: Certifique-se de modelar isso também. Continue repetindo calmamente enquanto respira com eles, até que eles possam se acalmar e mudar a maneira como estão falando.

 

  1. “Eu preciso de você para … .”

Pare de usar: “Pare de fazer …” e “Não é ok para …”.

Exemplo: “Eu preciso que você acaricie o cachorro gentilmente, ele ama quando alguém faz isso e sentará com você por mais tempo se você tocá-lo dessa maneira.”

Explicado: as crianças respondem muito melhor quando nos comunicamos com elas de maneira não acusatória. Além disso, pedir o que você quer é enorme para orientar as crianças na direção que você quer (ao invés de focar seu cérebro naquilo que você não quer!)

 

  1. “Tudo bem chorar”.

Pare de usar: “Não seja um bebê” ou “Não chore”.

Exemplo: “Tudo bem que você se sinta triste, eu estarei aqui se você precisar de mim. Eu sei que você pode encontrar uma maneira de cuidar de si mesmo.”

Explicação: é incrível como as crianças respondem quando não as pressionamos para “superarem os sentimentos” ou tentam forçá-las a parar de chorar. Capacite-os e ensine-os que eles são capazes de passar por sentimento por conta própria e eles sairão da tristeza mais cedo – e também construirão sua autoestima.

  1. “Você se importa, então eu adoraria que você decidisse.”

Pare de usar: “Eu não me importo”.

Exemplo: “Eu sou flexível nisso, então você pode escolher para nós. Eu adoraria sua ajuda.”

Explicação: quando realmente não nos importamos, essa é uma ótima oportunidade para capacitar nossos filhos e deixá-los liderar! Bons líderes também são bons seguidores, por isso ensinar nossos filhos a permitir que tomem decisões é uma boa prática.

 

  1. “Eu acredito em você e estou aqui para apoiá-lo.”

Pare de usar: “Por que preciso fazer tudo por você?”

Exemplo: “Eu posso ver como isso é difícil para você e acredito em você para superar isso. Eu estou aqui para apoiá-lo. Como você acha que dá pra resolver isso?”.

Explicado: é importante que, como pais, criemos nossos filhos para o sucesso no mundo para cuidar de si mesmos, resolver seus próprios problemas e ter confiança de que são capazes. Apoiar, em vez de resgatar, muitas vezes requer mais paciência, mas cria a autoestima!

Atividades para Crianças
Atividades para Crianças
Atividades para Crianças